quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

11:03




Inicialmente com a denominação de ?digital video disc? e, após algum tempo ?digital versatile disc?, a tecnologia DVD tornou-se muito popular a partir do ano 2000. A tecnologia óptica do DVD, proporciona mais capacidade de armazenamento, mais qualidade de vídeo e mais velocidade de acesso às informações que o antigo CD doméstico. Além disso, o formato DVD consegue armazenar e executar filmes com recursos de áudio e vídeo incomparáveis a qualquer outro meio até então utilizado.
Com tantos adjetivos, grandes empresas na área de informática, entretenimento, estúdios cinematográficos e gravadoras do mundo inteiro tem voltado seus esforços para transformá-lo no novo padrão de armazenamento. Com esse suporte sem precedentes, o DVD tornou-se o produto de maior sucesso de todos os tempos nas áreas de games, armazenamento de dados para computadores, vídeos, etc..

Como substituto natural do CD nas aplicações de áudio, dados, bem como do formato VHS utilizado em vídeo, o DVD tem movimentado grandes volumes de investimentos em pesquisa, padronização e aperfeiçoamento do formato.
Somando-se ainda uma expectativa de mercado sem precedentes, grandes empresas de todo o mundo tem se associado na pesquisa, desenvolvimento e divulgação do novo formato e suas variações.


O DVD Forum (www.dvdforum.org) é uma associação internacional que conta hoje com aproximadamente 230 fabricantes e foi criado com o propósito de disseminar idéias e informação sobre o formato DVD para o mercado mundial.
Como todos os negócios de larga escala e futuro promissor, o formato DVD tem dividido opiniões e grupos de interesses diversos em todas as áreas.
Um dos motivos que tem causado grande confusão entre os consumidores é a grande variedade de formatos baseada nesta tecnologia e a compatibilidade entre os mesmos.
Os formatos DVD+R e DVD+RW surgiram da dissidência no DVD Forum das empresas Sony e Philips, que optaram pelo desenvolvimento de seu próprio formato.
Juntas, as duas empresas desenvolveram o que um formato batizado de "DVD+R/RW", com objetivo de concorrer com os demais participantes do DVD Forum.
A vantagem dessa ruptura por parte da Philips e Sony para o consumidor é que a concorrência entre os dois grupos de interesse forçará uma redução nos preços dos produtos baseados na tecnologia DVD.
A primeira mídia gravável de DVD foi apresentada pela Pioneer para o mundo em 1997 e foi batizada de DVD-R e a primeira mídia regravável, o DVD-RAM, foi lançada em 1998 pela Matsushita Corporation.
A Pioneer Corporation também foi a primeira a apresentar o DVD-RW, em Dezembro de 1999 no Japão.
Em 2001 a Philips e Sony lançaram sua primeira linha de gravadores de DVD, com o uso do formato DVD+RW. Numa segunda geração de gravadores Sony e Philips, em 2002, foi também incluida a compatibilidade com o a mídia DVD+R.
No início de 2003 a Sony Corporation, lança sua terceira geração de gravadores de DVD, inovando com um novo padrão híbrido (multiformato), passando a gravar qualquer tipo de mídia existente.

As diversas mídias e formatos atendem mercados e aplicações diferentes. Abaixo seguem informações de compatibilidade entre diversos drives e discos de forma resumida:


DVD-R:

A mídia DVD-R usa uma tecnologia conhecida com ODT (organic dye technology) e como o CD-R, é compatível com a maioria dos drives de DVD e aparelhos domésticos de DVD - os DVD players.
A primeira geração dos DVD-Rs eram de 3.95 bilhões de bytes, sendo mais tarde substituídas por mídias de 4.7 bilhões de bytes. No ínicio de 2000 o formato DVD-R dividiu-se em duas versões o DVD-R(G) de uso geral e o DVD-R(A) para o mercado de desenvolvimento profissional. A diferença entre o DVD-R (G) e o DVD-R(A) é o comprimento de onda de gravação.
Outro fato relevante é que mídias de autoração -DVD-R(A) não podem ser gravadas em gravadores de uso geral e vice-versa, porém as duas podem ser lidas na maioria dos DVD players e drives.
Atualmente o formato DVD-R(G) é a única unanimidade em entre os diversos produtos baseados na tecnologia DVD, tanto para drives como players, porém a tendência é que novos formatos como o DVD-RW também sejam incorporados nas próximas gerações de produtos.

DVD-RW:

O DVD-RW é um formato regravável baseado na tecnologia de mudança de fases, similar aos CD-RWs atuais.
Para gravar informações os gravadores de CD e DVD utilizam um feixe de laser que ao incidirem sobre a mídia registram os dados..
A diferença entre a mídia -R e as mídias -RW é que as primeiras, ao receberem a incidência do laser, são "perfuradas" num processo irreversível, por isso gravadas uma única vez. Já a tecnologia dos RW é caracterizada pela mudança de fase de elementos químicos que estão impregnados na superfície da mídia: A incidência de um feixe laser nesses elementos modificam suas estruturas de um estado liso para um estado rugoso, retornando ao estado liso caso haja uma nova incidência.
Uma grande variedade de fabricantes de mídia como Kodak, Hitachi, Maxell, Mitsubishi, Mitsui, Pioneer, Ricoh, TDK, Verbatim, etc.. já possuem no mercado mídias DVD-RW e a maioria dos drives e players que são fabricados atualmente são compatíveis o formato DVD-RW.
Além disso, os drives DVD-RW também gravam mídias CD-R, CD-RW, DVD-R e DVD-RW e alguns gravadores são compatíveis em leitura com os formatos DVD+R e +RW.

DVD-RAM:

O DVD-RAM é o primeiro formato regravável da tecnologia DVD, com uma capacidade inicial de 2.6 Gb ampliada para 5.2 Gb.
Atualmente com 4.7 Gb por face (discos de 9.4Gb usam duas faces), o DVD-RAM também usa a tecnologia de mudança de fase, incorporando a robustez da tecnologia utilizada em discos magneto-óptico, podendo regravar a mesma mídia até 100.000 vezes.
Existem dois tipos de mídias DVD-RAM: a primeira é conhecida como tipo 1 e é selada dentro de um cartucho plástico, protegendo-a contra quedas e a outra, tipo 2, que pode ser removida do cartucho.
Essas características colocaram o DVD-RAM como melhor alternativa para "storage" em DVD.
A limitação encontrada nesta plataforma é que somente alguns leitores DVD-ROM fabricados pela Matsushita são compatíveis com as mídias DVD-RAM tipo 2. Outra boa notícia é que os gravadores DVD-RAM também poderão utilizar mídias DVD-R. Atualmente está com o uso restrito a algumas empresas , para usar como backup.

DVD+RW e DVD+R:

O DVD+RW é o formato regravável desenvolvido pelo consórcio Philips, Sony, Hewlett-Packard, Ricoh, Dell e outros. Baseado na tecnologia CD-RW, o novo formato foi lançado no final de 2001 .
A primeiro aparição do formato DVD+RW no mercado foi em 1997, quando armazenava até 2.8 Gb por face. Por não ser compatível com nenhum player ou drive da época, o formato foi abandonado no fim de 1999. Foi relançado novamente com a opção de agora suportar 4.7 Gb ( gigabytes)
Os novos drives de DVD+RW leêm os formatos DVD-R e DVD-RW e também lêem e gravam CD-R e CD-RW. O maior desafio do formato DVD+RW é convencer toda indústria em fabricar as novas gerações de drives e players já compatíveis com o mesmo.
O formato DVD+R é a versão "write once" do DVD+RW, ou seja, permite uma única gravação, utilizando o mesmo processo do DVD-R. Lançado no início de 2002, o DVD+R tem como promessa a compatibilidade com os novos players à serem lançados e o baixo custo.
Em fevereiro/2003 a Sony lança o primeiro gravador de DVD, modelo híbrido, multiformato que aceita todos os tipos de mídia para gravação (DVD-R, DVD-RW, DVD+R, DVD+RW, CD-R, CD-RW) num mesmo equipamento.

0 comentários: