terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

08:20















Boa notícia para os 560 municípios do país que não irão mais pagar tarifas de ligações interurbanas para comunicação em cidades vizinhas, que abrange o mesmo código de área, a discagem direta à distância, conhecido como DDD. De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações, a Anatel, aborda que as ligações interurbanas serão tarifadas como chamadas locais.

Segundo Walter Pinheiro, senador (PT) do estado da Bahia, com o término das tarifas interurbanas abre portas para avançar no projeto de diminuição de custo em banda larga e telefonia celular. “A decisão da Anatel faz justiça a milhões de brasileiros que pagavam altas tarifas por estarem em cidades próximas geograficamente, mas localizadas em estados ou regiões diferentes. Agora, é necessário continuar avançando na universalização e no barateamento do acesso à telefonia celular e à banda larga no Brasil”, diz Pinheiro.

E no caso da telefonia celular, Pinheiro argumentou que o custo das ligações por minuto pelo sistema pré-pago (o mais popular) é muito alto. No entanto, o senador defende a diminuição de custo das ligações realizadas fora da área de cobertura, conhecido como “roaming” que para Pinheiro, esse serviço é o mais caro do planeta.

Nessa ultima quinta-feira (21), o regulamento foi aprovado pela Agência Nacional de Telecomunicações na espera de beneficiar 68 milhões de habitantes em três regiões integradas, 39 regiões metropolitanas e de Regiões Integradas de Desenvolvimento, o Ride.

Confira abaixo as regiões metropolitanas e as Regiões Integradas de Desenvolvimento (Ride):

Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Londrina (PR), Maringá (PR), Baixada Santista (SP), Campinas (SP), Belo Horizonte (MG), Vale do Aço (MG), Rio de Janeiro (RJ), Vitória (ES), Distrito Federal e entorno (DF/GO/MG), Goiânia (GO), Vale do Rio Cuiabá (MT), Salvador (BA), pólo Petrolina-Juazeiro (PE/BA), Aracaju (SE), Maceió (AL), Agreste (AL), Campina Grande (PB), João Pessoa (PB), Recife (PE) e Natal (RN).

Segue abaixo as regiões economicamente integrada:

Cariri (CE), Fortaleza (CE), sudoeste maranhense (MA), Grande Teresina (PI/MA), Belém (PA), Macapá (AP), Manaus (AM), Roraima capital, Roraima-região central, Roraima-sul, Florianópolis (SC), Chapecó (SC), Vale do Itajaí (SC), norte/nordeste catarinense (SC), Lages (SC), região carbonífera (SC) e Tubarão (SC). Fiquem atentos no Já Comparou para saber se sua cidade será inserida no programa,

Fonte: Já Comparou?

0 comentários: