quarta-feira, 23 de março de 2011

06:51


IBOPE é a sigla do Instituto Brasileiro de Opinião Pública, órgão responsável pela medição da audiência dos programas de rádio e televisão exibidos no Brasil. É ele que mostra quais são os canais, e programas mais vistos pela população.

Para realizar essa medição, o IBOPE trabalha com o que os matemáticos chamam de “amostragem”. A pesquisa é feita apenas com parte da população, que serve de referencial para mostrar qual seria realmente a tendência da maioria. Assim, os técnicos instalam nos televisores de 10 capitais brasileiras um aparelho chamado peoplemeter , que identifica o canal sintonizado e envia a informação a central do IBOPE. Se você liga seu televisor o aparelho transmite através de ondas de rádio a informação de qual canal você esta sintonizado. A emissora mais sintonizada é, por tabela, a campeã de audiência.

Na medição 1 ponto de audiência equivale a 1% do universo pesquisado, de uma cidade ou região. A Grande São Paulo, por exemplo, possui aproximadamente 4,47 milhões de domicílios com TV, e uma população superior a 15 milhões de habitantes. Um ponto de audiência nesse local significa 1% de sua audiência, o equivalente a 44.700 aparelhos ligados em um determinado canal.

Em São Paulo, as informações do peoplemeter são enviadas minuto a minuto gerando uma amostra em tempo real. Então os dados são tabulados e repassados para as próprias emissoras de rádio e televisão para que saibam como está a receptividade da população a determinado programa que estão exibindo. Essas emissoras são “assinantes” do instituto o que permite ao IBOPE ter dinheiro para continuar seu trabalho de pesquisa e medição.

Mas o IBOPE revela algo triste: os programas de maior audiência são os que envolvem violência, pornografia, malicia e desrespeito a Deus, alguns parecem ter esquecido de que o mais importante que a audiência dos Homens é estar em alta no IBOPE de Deus.

Fonte: Impacto Cerebral

0 comentários: