sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

04:06
1

Samsung Galaxy 5


Dentro dessa variação de preço, começando por baixo, o primeiro modelo a ganhar destaque é o Samsung Galaxy 5 i5500B. O celular traz o Android 2.2 (Froyo) numa boa apresentação e custando em torno dos R$ 350.


 

O que torna esse modelo bastante competitivo é o fato de ele ser um dispositivo de qualidade, fabricado pela Samsung, vendido por um preço no qual, geralmente, só se encontram opções de marcas chinesas desconhecidas. Não que o Galaxy 5 seja desprovido de méritos próprios, claro... o aparelhinho impressiona pela agilidade com que é capaz de rodar o sistema operacional, levemente e sem engasgos. Com o Android na versão 2.2, estão disponíveis os principais aplicativos da plataforma. Poucos apps exigem, hoje, versão 2.3 ou superior para rodar.

O hardware do Galaxy 5 é baseado numa CPU de 600Mhz, com 256Mb de RAM. Para a instalação de aplicativos estão disponíveis apenas 170Mb, mas essa é uma limitação comum aos aparelhos de preços mais acessíveis, infelizmente. A câmera do Galaxy 5 é de 2 megapixels e sem flash, mas também não se pode exigir demais da qualidade das fotos ou das filmagens nessa faixa de preço.

O tamanho da tela, de apenas 2.8 polegadas, acaba se tornando o ponto fundamental para a decisão de comprar ou não o Galaxy 5. O aparelho chega a ser compacto, e até dá a ele um design simpático, mas é preciso ter em mente que você estará operando o Android, sistema inteiramente baseado em touchscreen, em uma telinha de tamanho reduzido. É interessante tê-lo em mãos para experimentar antes da compra.


LG Optimus One P500

Bom, bonito e baratoPara quem estiver disposto a gastar um pouco mais, um modelo que se consagrou como boa opção durante o ano de 2011 foi o LG Optimus One P500. O aparelho foi um dos primeiros em sua faixa de preço a receber atualização para o Android 2.3 (Gingerbread) e tem uma configuração de hardware interessante para o preço que custa, em torno de R$ 500.
 



Com uma tela de 3.2 polegadas, o Android já pode ser operado de maneira mais confortável do que no Galaxy 5. O fato de possuir uma versão mais atual do sistema dá ao LG Optimus One uma longevidade maior em termos de compatibilidade com aplicativos, pois lançamentos tendem a surgir pedindo versões mais atuais do sistema.

Em se tratando de hardware central, a diferença mais marcante é que o Optimus One já traz 512Mb de memória RAM, dando mais fôlego para rodar aplicações mais pesadas e para o multitarefa. As demais especificações são muito aproximadas às do Galaxy 5, inclusive nos limitados 170Mb de espaço para a instalação de apps.

Nokia C5


Quem gosta do Symbian, mas com a qualidade Nokia que não estiverem tão dispostos a comprar um Android por acharem o sistema muito complicado, mas ainda assim desejam um celular com potência para realizar as tarefas de um bom smartphone, a opção por um Nokia pode cair bem. Neste caso, e com este preço, o Nokia C5 é uma opção a se considerar.





Apesar do sistema defasado, o Symbian possui aplicativos e soluções básicas para atender os primeiros navegantes neste mar de smartphone: Twitter, Facebook, Foursquare, Angry Birds, dentre uma infinidade de aplicações novas que volta e meia surgem na loja de aplicativos ou na Nokia Labs.

Se no sistema ele não vence os Android, no hardware, pelo menos, ninguém tem o que falar da Nokia. Compatível com a nova rede 3.5G, com rádio FM, GPS, Bluetooth e TV digital (em alguns modelos), o Nokia C5 tem também uma câmera de 5 MP sem flash que pode dar os melhores resultados desta faixa de preço, bem como trazer a qualidade de áudio (tanto nos fones quanto no alto-falantes) já famosa da marca.



Samsung Galaxy Y


O sucessor do Galaxy 5Recentemente um modelo da Samsung entrou de maneira inusitada no mercado brasileiro. Segundo os representantes da empresa no país, o Galaxy Y S5360 não existe oficialmente por aqui. Na prática, ele existe e é bastante fácil de ser encontrado em grandes lojas.

O Galaxy Y ameaça destronar o Optimus One da LG em sua faixa de preços, sendo inclusive um pouco mais barato, custando menos de R$ 500. O comparativo entre os dois, no entanto, não é simples. Cada um deles se destaca em características distintas.






Os modelos apontados figuram entre as melhores escolhas de smartphones na linha de entrada, com preços variando entre R$ 300 e R$ 600 no mercado nacional. Mas para ficar satisfeito com um modelo de entrada, é necessário saber o que esperar dele. Muitos fazem suas escolhas esperando demais, às vezes levados pelo discurso confuso dos “fanboys”, para o qual um Android de R$ 300 compete com vantagens de um iPhone 4S. Os modelos de entrada têm suas limitações, principalmente na parte de jogos e de recursos de áudio e vídeo, além do desempenho geral inferior, obviamente, ao de um “top de linha” com CPU dual core. Ter isso em mente antes das compras evita decepções futuras.


Fonte: O Blog do seu PC

1 comentários:

Information disse...

Your blog post style is so better then other. I like of your the deign and writing and nice picture. It is a good side for us. Very nicely stated. Hotel information