quinta-feira, 2 de outubro de 2014

09:42


Enquanto combustíveis fósseis são claramente uma falta de opção para o mundo insaciável por eletricidade, painéis solares certamente não estão prontos para tomar espaço ainda. 

Mas isso não é por falta de energia disponível. Há energia solar incidindo sobre o planeta Terra a cada hora, o suficiente para deixar as luzes acesas durante todo o ano. O desafio é capturá-la – uma tarefa que a empresa encubadora Ubiquitous Energy deseja tornar um pouco mais fácil ao transformar todas as janelas em painéis de energia solar.

A nova empresa desenvolveu uma película transparente e absorvente que captura os raios ultra violetas, podendo ser aplicada ao vidro padrão. Quando a luz do sol atinge o vidro e começa a esquentá-lo, a película começa a brilhar com a os raios ultra violetas. Esta energia é então capturada e transformada em eletricidade utilizável pelas células solares, as quais ficam localizadas nas bordas do vidro.

Este sistema tem grande probabilidade de ser aplicado com um bom custo, tanto para instalar quanto para substituir, o que é particularmente importante, devido a fragilidade do vidro. Além disso, se este sistema for instalado em um arranha céu, a área de captura de energia seria imensa.

O potencial é excitante, mas de fato é necessário uma dose de paciência, pois esta tecnologia ainda está fora de uso comercial. Os atuais protótipos têm apenas 1% de eficiência em transformar a luz do sol em energia, o que é algo desanimador levando-se em conta a atual indústria de energia com o padrão de captura de 20%.

No entanto, o plano é continuar desenvolvendo a tecnologia com as primeiras aplicações comerciais (como em grandes quantidades de edifícios) projetadas para um prazo de cinco anos, de acordo com o co-fundador da empresa Ubiquitous Energy Richard Lunt.

Em uma conversa com o blog da Universidade Estadual do Michigan, Lunt informou que “O eventual objetivo da empresa é integrar a tecnologia a qualquer tipo de celular que demande alta qualidade estética, como um telefone ou um tablet”, e que eles querem “fazer uma colheita solar que você nem sequer notará que esta lá”.

Fonte: Mentes Imundas e Belas

0 comentários: