sexta-feira, 26 de junho de 2015

04:59


Muitas empresas que utilizavam o Windows XP já fizeram (ou ao menos iniciaram) a transição para uma versão mais recente do sistema operacional da Microsoft. A marinha norte-americana é uma delas, mas o fato do grupo ligado ao governo dos Estados Unidos ainda ter cerca de 100 mil computadores rodando a versão antiga do Windows fez com que ele assinasse um acordo de US$ 9,1 milhões com a Microsoft para continuar utilizando essa versão.

De acordo com as informações divulgadas, o acordo foi assinado no início desse mês pelo Comando de Sistemas de Guerra Espacial e Naval e vai garantir atualizações particulares não apenas para o Windows XP, mas também para o Office 2003, o Exchange 2003 e o Windows Server 2003. Tal contrato pode se estender até 2017, fazendo com que a marinha desembolse US$ 30,8 milhões até lá.

“A marinha conta com várias aplicativos e programas importantes que são confiáveis quando usados em produtos Windows. Até esses aplicativos e programas serem modernizados ou eliminados, a continuidade desse serviço é necessária para manter sua efetividade operacional”, explicou Steven Davis, um porta-voz do Comando de Sistemas de Guerra Espacial e Naval.

Outro detalhe mencionado por ele é que, caso a Microsoft não oferecesse esse suporte por um período estendido, algumas vulnerabilidades poderiam ser descobertas e não haveria correções para proteger o sistema.
À moda antiga

Para quem pensa que a marinha norte-americana é a única a recorrer ao antigo sistema operacional, ledo engano. Cerca de 10% dos computadores que acessam sites utilizando o sistema de tráfego StarCounter ainda estão com o Windows XP, enquanto os dados da Net Applications elevam esse número para 14%. 

Fonte: Tecnomundo

0 comentários: