domingo, 29 de maio de 2011

12:36



















Poderia uma bactéria produzir eletricidade ? Qual seria a estrutura molecular das proteínas para que as celulas bacterianas gerassem carga elétrica? Isto é o que perguntaram a um grupo de pesquisadores da Universidade de East Anglia , resultando em um artigo publicado hoje na Proceedings of National Academy of Sciences ( PNAS ).

Esta descoberta abre a porta a novas pesquisas para encontrar novas formas de unir as bactérias diretamente aos eletrodos, permitindo a criação de células de combustível . Outros possíveis usos incluem o desenvolvimento de agentes com base em micróbios que podem acabar com a poluição ou células combustíveis alimentadas por resíduos animais e humanos.

"Este é um grande avanço na nossa compreensão de como algumas espécies de bactérias movem elétrons de dentro para fora da célula", comentou o Dr. Tom Clarke, da UEA’s School of Biological Sciences. "Identificar a estrutura molecular exata de proteínas-chave envolvidas neste processo é uma etapa crucial para explorar os micróbios como uma fonte viável de energia elétrica."

Em um estudo anterior publicado na PNAS em 2009, este grupo demonstrou o mecanismo pelo qual as bactérias sobrevivem em um ambiente livre de oxigênio através da construção de cabos elétricos que se estendem através da parede celular e fazem contato com um mineral. Um processo chamado "ferro respiração" ou "pedras para respirar."

Fonte: Lambaritalia

0 comentários: