quinta-feira, 14 de maio de 2015

04:06



A dosagem alcoólica realizada nas estradas ou ainda em casa é feita por meio de dosadores de álcool ou “bafômetros”. Dada a rápida troca gasosa e a pressão de vapor do etanol,a concentração exalada é diretamente relacionada à concentração de álcool no sangue. A concentração de álcool no sangue é amplamente utilizada como um critério para se determinar se uma pessoa está ou não sob a influência de álcool.

Em muitos estados norte-americanos foi estabelecido que um teor de álcool no sangue igual ou superior a 0,1% indica intoxicação. Existem quatro tipos de dosadores de álcool amplamente utilizados. No tipo de indicador, uma reação química ocorre envolvendo o álcool e um reagente,produzindo uma mudança de coloração que está semiquantitativamente relacionada com a concentração de álcool.

Um segundo tipo baseia-se na tecnologia das células combustíveis. Aqui o etanol é eletroquimicamente oxidado a água e CO2 em um ânodo seletivo de platina. A reação de oxidação e a redução do oxigênio atmosférico que ocorre no cátodo produzem uma corrente proporcional à concentração do etanol. Dispositivos de células combustíveis são pequenos e bem apropriados para instrumentos portáteis. Eles não necessitam de fonte de energia para seu funcionamento. Um terceiro tipo de dosador baseia-se na absorção de radiação infravermelha

Uma amostra do ar da respiração é mantida em uma célula de gás,através da qual passa um feixe de radiação infravermelha. A absorbância em alguns comprimentos de onda é usada para determinar a quantidade de álcool presente. O comprimento de onda primário detecta uma mistura contendo etanol e contaminantes orgânicos. A absorbância em um ou dois comprimentos de onda secundários é usada para detectar a presença de substâncias interferentes,e para corrigir a absorbância no comprimento de onda primário.

Esses instrumentos requerem uma fonte e são usados em aplicações móveis e fixas. A tecnologia mais recente emprega um sensor à base de um semicondutor. Aqui o álcool é adsorvido na superfície do semicondutor. Geralmente,uma variação na condução elétrica é monitorada e então relacionada com os níveis de álcool no sangue. Esses dispositivos são de baixo custo e simples de ser utilizados. No momento,limitações técnicas os tornam inapropriados para aplicações quantitativas exatas. Além disso,eles são primariamente destinados para o uso pessoal caseiro ou em automóveis.


Fonte: QuímicaHD

0 comentários: