sábado, 9 de maio de 2015

16:22

Algumas empresas são mais exigentes sobre instalar seu próprio hardware do que outras. Sua melhor aposta é a de verificar com o seu provedor de internet ou em um fórum de suporte e pedir uma lista de hardware compatível com sua conexão.


Em seguida, se você estiver propenso a gastar com isso, pode procurar por um roteador melhor para sua casa. O AC3200 Ultra Wi-Fi Router, da D-Link, por exemplo, é uma boa opção. Mas antes de abrir a carteira, verifique as especificações do seu roteador atual e veja quanta diferença um upgrade vai fazer.


Substituir as antenas do roteador é outra opção, embora muitos novos modelos tenham antenas internas. Se você tem um modelo com antenas externas, então você pode aumentar o sinal wireless usando antenas melhores ou mudando sua direção.

Mude a posição do roteador

Pode parecer óbvio, mas mover o roteador é uma das formas mais eficazes de melhorar o sinal do Wi-Fi. Lembre-se que a maioria dos roteadores lança o sinal em todas as direções ao mesmo tempo, portanto o ideal seria colocar seu dispositivo no meio de sua propriedade ou o mais próximo disso possível.
Paredes, piso, móveis, espelhos e objetos de metal todos têm um efeito negativo sobre o sinal, então faça alguns ajustes no design de sua casa, se necessário. Quanto mais recentes forem os laptops, tablets e smartphones usados para se conectar à internet, maior será a velocidade a longas distâncias.
Monitores de bebê, telefones sem fio e micro-ondas também podem causar interferência, e mudar o canal usado pelo seu roteador pode reduzir isso (procure ajuda no manual do seu roteador se não tiver certeza sobre como fazer isso). Muitos roteadores oferecem a opção de usar bandas 5GHz ou 2,4 GHz; a primeira tem mais canais e menos chance de interferência, mas o alcance do sinal não vai tão longe.
Pode valer a pena uma atualização de firmware também. Se houver um software mais recente disponível para o seu modelo de roteador, isso pode fazer uma diferença significativa nas capacidades dele. Verifique com o fabricante do seu roteador ou seu provedor de serviços de internet para ver se há atualizações disponíveis.


Compartilhar Wi-Fi com seus vizinhos

Se você está vive em casas com terraço ou apartamentos, por exemplo, pode ser uma boa ideia colocar o seu roteador no piso térreo e o do seu vizinho acima. É claro que há um elemento de confiança aqui – só funciona se você conhece bem seus vizinhos e se vocês dois tiverem uma conexão de banda larga rápida. Doar um pouco de sua banda larga pode ser um pequeno preço a pagar para ter um bom acesso à internet no quarto superior de sua casa. Trocar as senhas com seu vizinho pode dobrar as chances de ficar online sem nenhum custo extra.
Só não se esqueça de manter o controle sobre o que a casa alheia pode acessar em sua rede doméstica. As configurações de rede em seu computador permitem que você restrinja o que compartilha com outras pessoas.

Invista em um repetidor

Repetidores são aparelhos que fazem exatamente o que seu nome sugere: repetem o sinal original a uma distância maior (mas geralmente perdem velocidade ao longo do caminho).
Também é possível adquirir um adaptador powerline, também chamado de kit powerline, dispositivos que utilizam a fiação elétrica de sua casa para fazer o trabalho de transferência de bytes a partir de/para seu roteador. Das duas opções, o kit powerline é definitivamente a melhor – e também a mais cara.


Você ainda pode usar um antigo roteador em conjunto com algum software de código aberto para fazer o mesmo trabalho que um repetidor.
Para simples navegação na web, um repetidor deve dar. Já se você está assistindo ou baixando vídeosHD pesados, por exemplo, o kit powerline é mais recomendável. Como é normalmente o caso, pagar extra por equipamentos de qualidade (marcas com melhores avaliações) vai valer a pena a longo prazo.

Antes de escolher algum hardware, no entanto, você vai precisar fazer uma pesquisa com base na configuração que você tem em casa e o que você é capaz de fazer com ela.

Fonte: Todos os Dias

0 comentários: